domingo, 2 de novembro de 2008

Diria aos filhos de Adão...


Se me fosse dada a chance
De poder falar ao mundo todo
Num só poema, numa só canção
Eu diria o quê?

Eu chingaria alguém
Falaria do que amo
No que vale a pena pra mim
Ou uma canção diria tudo enfim?

Eu diria que a família vale mais
Que a grana, que o tesão...
Que a pátria e a religião...
Só o Amor é maior, o Amor é amar

Existe Amor? Uma Certeza do porvir?
Qual a esperança da nossa saga?
A Esperança minha é viver num lugar
Onde amar não seja tão doloroso
Onde o mal não seja atraente

Diria aos filhos de Adão
Sem me arrepender depois
Imutavelmente Verdade
Que deixe o Amor faze-lo amar

4 comentários:

Fernanda Costa Lacerda disse...

"E o amor não é uma coisa fácil
É a única bagagem que você pode trazer"...

Só isso tudo...rs

Abraço primo

Thiago Mendanha disse...

Lindo poema priiiiimo, lindo...

Iron Man disse...

Bom, nem sei como dizer, mas achei sem sombra de dúvidas o blog de vocês o melhor que eu já tive a oportunidade de ler, e com mais calma eu virei aqui para ler as postagens nais antigas, mas desde já deixo claro que eu gostei bastante do que eu li até agora... Muito bom mesmo, estão de parabéns.

Anônimo disse...

SEU TEMPO ESTÁ PASSANDO