quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Eu não me esqueço do seu amor... (Inspirado no relacionamento com meu amado pai)




Eu já ouvi tantas canções e poemas
Pra pessoas que já partiram
Não vou esperar ficar um abismo entre nós
Nem o dia que vou sentir sua falta

Vou cantar pra você agora
Você me carregou em seus braços
Você rogou por mim, chorou por mim...

A gente nunca consentiu em tudo...
E eu nunca pensei ter tanto de você
Mas quando vejo, é você no espelho...

Eu não trilho a sina do seu jeito
E também discordo do seu
Mas você me ama e eu amo você

Eu não me esqueci das noites no hospital
Lado a lado pelas noites em claro
Espero um dia entender esse amor

Eu não me esqueci do seu tempero
Eu não me esqueci do cuscuz
Nem da fartura dos nossos almoços

Eu não me esqueço do seu amor...


(Inspirado no relacionamento com meu amado pai)

Daniel Babugem

2 comentários:

Thiago Mendanha disse...

Lindo este poema... faz-nos pensar que as vezes protelamos aquela mais linda homenagem de afeto e carinho para a solenidade do velório de quem deveríamos ter dito: independente de qualquer coisa, eu te amo...

Lindo poema, priiiimooo

marcinho disse...

cara,
o coracao é manifesto depois que se rasga a carne...
lindo poema
... marcin...